Notícias

Polícia Civil conclui inquérito e indicia homem por tentativa de homicídio em Araguaína

11/09/2019 - Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 26ª Delegacia de Araguaína, concluiu nesta quarta-feira (11), o inquérito que apurava o crime de tentativa de homicídio, supostamente praticado por duas pessoas, em Araguaína, no dia 30 de dezembro de 2018.

De acordo com o delegado Wilson Oliveira Cabral Júnior, após a realização das diligências investigativas, restou provado que o indivíduo de iniciais J. H. A. S. deu causa a instauração de Inquérito Policial atribuindo a prática de crime às pessoas de L. R. M. e G. N. M., sabendo da inocência daqueles. Além disso, ficou demonstrado que no dia 30.12.2018 J.H.A.S tentou matar L. R. M. e G. N. M., efetuando disparos de arma de fogo contra eles.

 Diante de tudo que foi apurado, ficou esclarecido que na madrugada do dia 30.12.2018 J.H.A efetuou disparos de arma de fogo contra a residência de sua ex-companheira, fato que foi presenciado pelo atual companheiro da mulher. Ocorre que naquele mesmo dia L.R.M, (irmão da mulher) e seu filho G. N. M. foram até a casa de J.H.A.S para questioná-lo sobre os disparos, bem como com o intuito de fazê-lo sair da casa onde o casal morava, cujas prestações estavam sendo pagas por mulher. Todavia, ao chegarem àquela residência, J.H.A.S se apossou de uma arma de fogo do tipo revólver e atirou contra eles.

As investigações realizadas demonstraram que J.H.A.S mentiu quando registrou Boletim de Ocorrência onde afirmava que havia sido vítima de disparos de arma de fogo efetuados por L.R.M e G.N.M, fato que inclusive ficou comprovado com a realização de perícia no imóvel em que o investigado reside.

Diante de tudo o que o que foi apurado, J. H. A. S. foi indiciado pela prática dos crimes previstos nos artigos 121, caput, c/c 14, Inciso II, e 339, todos do Código Penal. Provada a materialidade dos delitos, determinadas as circunstâncias em que ocorreram e os meios empregados, bem como individualizada a autoria, o inquérito fora enviado ao Poder Judiciário para a realização das providências legais cabíveis.